Articles

“A Lusofonia é complexa, plural e um fator de desenvolvimento”, afirma jurista português

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional on 2 de Novembro de 2014 by ronsoar Tagged: , ,

Da Agência Lusa
29 de outubro de 2014

.
O presidente do Tribunal de Contas da República Portuguesa, Guilherme de Oliveira Martins, elogiou a Lusofonia como fator de desenvolvimento, sublinhando que é preciso combater as desigualdades sociais no mundo.

“Ao falar da Lusofonia e da dimensão da Língua Portuguesa, da Europa e dos Estados Unidos, da verdadeira e nova aliança atlântica – fator de paz e de desenvolvimento –, nós não podemos continuar a aceitar que as desigualdades se agravem e que os mais ricos sejam mais ricos e que os mais pobres sejam mais pobres”, declarou Guilherme de Oliveira Martins em uma conferência do Instituto Benjamin Franklin, em Lisboa.

O presidente do Tribunal de Contas foi o convidado da primeira sessão pública do recém-criado Instituto Benjamin Franklin, tendo como tema: “Lusofonia e Parceria Atlântica”.

Na sessão, que pretendeu assinalar também os 128 anos da Estátua da Liberdade, de Nova York – monumento oferecido pela França aos Estados Unidos –, estava presente o embaixador norte-americano em Lisboa, Robert A. Sherman.

Oliveira Martins assinalou o valor económico da Lusofonia e disse que a Língua Portuguesa é hoje a segunda mais falada no Hemisfério Sul, a seguir ao indonésio bahasa. Disse ainda que, previsivelmente, no final do século XXI vão registar-se mais de 400 milhões de falantes de português em todo o mundo, sendo atualmente a terceira Língua europeia mais falada a nível global.

“A Língua Portuguesa é uma Língua de várias culturas e é uma cultura de várias línguas. Não se trata de um paradoxo. É uma Língua que permite a vários Estados terem Língua de comunicação, que permite garantir a coesão nacional. Não é possível pensarmos na unidade nacional de Moçambique ou Angola sem uma Língua nacional, como a Língua Portuguesa”, afirmou.

Oliveira Martins vincou que “a Lusofonia é uma entidade complexa, diversa, aberta e plural”, e acrescentou que a Língua pode ter um papel importante na “cultura da paz”, onde os conflitos devem ser resolvidos de forma pacífica.

“Desta forma podemos ter liberdade, igualdade e fraternidade”, sublinhou Guilherme de Oliveira Martins.  :::

.
–– Extraído da Agência Lusa ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: