Articles

Indonésia vai pedir estatuto de observador associado da CPLP

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 26 de Agosto de 2014 by ronsoar Tagged: , , , , ,

Da RTP e do sítio do Jornal Digital (Portugal)
21 de agosto de 2014

.
A Indonésia vai formalizar um pedido de estatuto de observador associado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) nas “próximas semanas ou meses”, disse à Agência Lusa o ministro dos Negócios Estrangeiros da Indonésia, Marty Natalegawa.

O ministro indonésio fez saber que esse passo depende apenas daquilo que forem os procedimentos necessários, admitindo desconhecer todas as possibilidades de participação e, como tal, não descartando um eventual pedido de adesão como membro permanente.

O desejo de a Indonésia vir a ser observador associado foi inicialmente manifestado em 2008, pelo então embaixador da Indonésia em Portugal, Francisco Lopes da Cruz, mas nunca houve uma formalização dessa intenção.

Marty Natalegawa frisou que “será maravilhoso” que a Indonésia passe a ser um observador associado da CPLP durante a presidência de Timor-Leste da CPLP – que teve início a 23 de julho, na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo de Díli, e que durará dois anos – para ajudar a torná-la numa “presidência bem sucedida”.

“Nós não somos proficientes em Português e isso é uma grande lacuna. Mas, ao mesmo tempo, não devemos deixar de nos associarmos e de desenvolvermos parcerias com os nossos amigos dentro da CPLP”, justificou, falando em “relações bilaterais muito fortes e em crescimento”.

–– “Vasto património material, cultural e linguístico” ––
O chefe da diplomacia indonésia destacou o passado em comum entre Portugal e a Indonésia, dado que os portugueses foram os primeiros europeus a chegar ao país asiático, em 1512, deixando um vasto património material, cultural e linguístico e sendo também os responsáveis pela introdução do catolicismo ao arquipélago.

Esse contacto traduziu-se na inclusão de centenas de palavras de origem portuguesa em dialetos regionais e também na língua indonésia, como bola, bendera, bolu, gereja, armada ou jendela.

Na última Cimeira da organização lusófona, a Indonésia foi representada pela ministra do Turismo e das Indústrias Criativas, Mari Pangestu, o que, destacou o governante, “reflete o tipo de compromisso que queremos ter com a CPLP”.

A CPLP, criada em 1996, conta com nove membros permanentes – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste – e seis observadores associados – Geórgia, Ilhas Maurícias, Japão, Namíbia, Senegal e Turquia.

–– Sobre a adesão de Timor-Leste à ASEAN ––
Marty Natalegawa salientou que a Indonésia e Timor-Leste têm hoje “relações muito fortes” e, por isso, o país procura envolver a jovem nação lusófona em fóruns regionais.

Questionado sobre a esperada adesão de Timor-Leste à Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), o governante confessou esperar que tal aconteça em breve, mas admitiu que há oposição por parte de um dos dez membros da associação, sem querer revelar qual.

As dúvidas, adiantou o ministro, prendem-se com a situação económica de Timor-Leste a cerca de um ano e meio da esperada criação da Comunidade Económica das Nações do Sudeste Asiático, que será semelhante ao modelo da União Europeia.

Singapura tem tornado públicas as suas objeções à entrada de Timor-Leste, que tem estatuto de observador na ASEAN desde 2002, na organização regional.

–– Presidente indonésio elogiou estabilidade de Timor-Leste ––
O Presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, elogiou a estabilidade e a segurança de Timor-Leste, que pode ser um bom exemplo para outros países.

Timor-Leste recebeu a sua total independência das Nações Unidas em 2002, após a luta pela liberdade contra a ocupação Indonésia entre 1975 e 1999.

Em 2006, o novo país entrou numa crise política e militar em que milhares de pessoas perderam as suas casas, e outras perderam a vida.

Em 2007, com a ajuda da ONU, o Governo liderado pelo Primeiro-ministro Xanana Gusmão começou a restaurar a estabilidade e a segurança. O Executivo finalmente resolveu o seu problema de segurança em 2008.

A missão da ONU terminou em Timor-Leste no final de 2012, porque o povo timorense vivia num ambiente pacífico, e a estabilidade de Timor-Leste foi reconhecida pela comunidade internacional.

Mas alguns países desenvolvidos, especialmente a Austrália, sempre consideraram Timor-Leste um lugar com violência e sempre alertaram os seus cidadãos a terem cuidado se visitassem o país.

A realidade é diferente. Timor-Leste tem vivido uma situação de estabilidade antes e depois do mandato das Nações Unidas, há dois anos.

A estabilidade e a segurança são reconhecidas pelo Presidente da Indonésia, que agora está a realizar uma visita de três dias ao país. O Chefe de Estado indonésio disse estar satisfeito por ver que a sociedade timorense está a desfrutar da liberdade e da paz.

“Também estou orgulhoso dos pensamentos positivos da comunidade internacional, em usar o modelo de Timor-Leste para o sucesso de um país em construção da paz pós-conflito”, disse o presidente Yodhoyono, depois de se reunir com o seu homólogo de Timor-Leste, Taur Matan Ruak.

“Também estou feliz com a política de Timor-Leste sobre a situação regional e global”, acrescentou.

Susilo Bambang Yudhoyono disse que é normal, para qualquer país, registar violência de pequena escala em algum momento.

O presidente da Indonésia também elogiou Timor-Leste na obtenção da responsabilidade de liderar a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Yudhoyono concordou com a ideia do presidente Taur Matan Ruak, no sentido de os dois países trabalharem juntos para dar um bom exemplo ao mundo, de como viver em paz e harmonia. O Chefe de Estado acredita que as relações bilaterais com Timor-Leste continuarão fortes.  :::

.
–– Extraído da RTP e do sítio do Jornal Digital (Portugal) ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: