Articles

Açores: XXII Encontro de Professores de Português nos EUA e Canadá

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional on 4 de Julho de 2014 by ronsoar Tagged: , , , , , ,

Da Agência Lusa e do portal do Governo dos Açores (Portugal)

.
O Governo dos Açores promove, desde 4 de julho, na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, a realização do XXII Encontro de Professores de Português dos EUA e Canadá, com a meta de possibilitar intercâmbios entre professores e alunos das comunidades da diáspora e das ilhas dos Açores.

Cerca de 40 docentes de Português vindos dos Açores, de Portugal continental, dos Estados Unidos da América e do Canadá, vêm a este encontro, sob o tema Da Língua Portuguesa e das Suas Ilhas de Abrigo. O evento aborda um conjunto de atividades dedicadas à preservação e à dinamização da Língua Portuguesa entre os emigrantes e os seus descendentes na América do Norte.

Também é avaliado no encontro o quadro do ensino da Língua Portuguesa na América do Norte e da presença da Lusofonia nos sistemas de ensino oficial norte-americano e canadiano, visando aos professores abordagem mais ampla entre as matérias dos currículos escolares, pelo ensino de Língua Portuguesa, geografia, história e cultura dos Açores.

Os trabalhos decorrem na Academia das Artes e Juventude da Ilha Terceira, na Praia da Vitória. No primeiro dia, houve oficinas de formação com o tema “O Ensino de uma Língua Não Materna”, conduzidas por professores de línguas estrangeiras das escolas das ilhas da região autónoma portuguesa.

–– “Importantes no além-fronteiras, como falantes e como escritores” ––
“A Língua Portuguesa, enquanto pilar da cultura, é o primeiro passo para conseguirmos estender a nossa cultura além-fronteiras”, defendeu Tibério Dinis, vereador da Cultura do município da Praia da Vitória, dos Açores, em discurso da sessão de abertura do XXII Encontro de Professores de Português dos EUA e Canadá.

Tibério Dinis considera que “o domínio da Língua Portuguesa nas comunidades da diáspora é importantíssimo, não só enquanto falantes, mas também enquanto escritores, visto que os escritores além-fronteiras podem trazer uma riqueza distinta e pontos de vista diferenciados à nossa literatura”.

Ele salientou ainda a determinação que as comunidades açorianas na diáspora desenvolvem no Ensino do Português, “tanto do ponto de vista formal, como informal, no seio de cada comunidade e lar português na diáspora”.

–– Pelo domínio das três grandes Línguas das Américas ––
Também presente à sessão de abertura, o professor açoriano Diniz Borges, emigrante na Califórnia, frisou: “A sociedade em que nós estamos inseridos, onde pagamos os nossos impostos, também tem responsabilidade. Se tem o francês, se tem o espanhol, se tem o alemão, eu também sou contribuinte e quero português.”

Segundo Diniz Borges, que é presidente da Associação de Professores de Português dos Estados Unidos e Canadá (APPEUC), o Ensino de Português é também cada vez mais procurado por outras comunidades, sobretudo pelos latino-americanos, que ficam, desta forma, habilitados a falar as três Línguas predominantes no continente americano: inglês, português e castelhano.

“Para além de promovermos a Língua para os nossos lusodescendentes, temos de vendê-la como uma Língua internacional, que os nossos filhos e os nossos netos têm direito a aprender, mas também os outros deveriam aprender, porque é uma Língua com pujança”, defendeu, em referência à sexta Língua mais falada no mundo.

–– As principais atividades do encontro nos Açores ––
No dia 5 de julho, Ângela Carvalho, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, aborda o tema “Técnicas Pedagógicas no Português como Língua Estrangeira”, seguindo-se João Toste, da Universidade de Stanford, na Califórnia, a explicar sobre o “Projeto Atlantis”, de cursos de verão nos Açores para estudantes norte-americanos de Língua Portuguesa.

Ainda na manhã de sábado, José Luís Silva, professor jubilado da San José High School, e Diniz Borges, professor de Português na Tulare Union High School (ambas escolas secundárias da Califórnia), farão uma apresentação sobre “Técnicas e Ferramentas para o Ensino da Língua Portuguesa e Culturas Lusófonas”.

A tarde será ocupada com oficinas de formação subordinadas ao tema “Avaliação Oral na Aula de Português como Língua Estrangeira: Aplicações Práticas”, apresentada por Raquel Amorim, coordenadora do Programa de Português da Northwestern University, de Chicago. E o trabalho “O Ensino do Português nos Estados Unidos e Canadá” está a cargo dos responsáveis das coordenações do Camões para o Ensino de Português nos EUA, António Oliveira, e no Canadá, Ana Paula Tavares.

Os trabalhos encerram no dia 6 de julho com um fórum-debate sobre o Ensino do Português na América do Norte, que contará com a participação de membros da APPEUC.

O XXII Encontro de Professores de Português dos EUA e Canadá abrangerá ainda uma exposição de manuais para o Ensino de Português como Língua Estrangeira, promovida pela Porto Editora.

Realizado a cada dois anos, o XXII Encontro de Professores de Português dos EUA e Canadá é promovido pela APPEUC em parceria com o Governo Regional dos Açores, através do Gabinete do Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas, da Direção Regional das Comunidades.  :::

• APPEUC – Associação de Professores de Português dos Estados Unidos e Canadá:
<http://appeuc.org/>

.
–– Extraído da Agência Lusa e do portal do Governo dos Açores (Portugal) ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: