Articles

Vocabulário Ortográfico Comum: com a unidade e a diversidade lexical da Língua Portuguesa (II)

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional on 13 de Junho de 2014 by ronsoar Tagged: , , , ,

Baseado em reportagem do jornal digital iOnline (Portugal)
2 de junho de 2014

.
O diretor-executivo do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), Gilvan Müller de Oliveira, elogiou o projeto empreendido pelo órgão de elaborar a primeira grande base de dados a reunir o vocabulário da Língua Portuguesa em âmbito internacional.

O responsável pelo IILP declarou que o projeto do Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC) foi a oportunidade para vários países lusófonos de ter o seu vocabulário nacional para o português.

O lançamento do VOC na Internet ocorrerá em 22 de julho, três dias antes da realização da Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Díli, capital do Timor-Leste.

A plataforma do VOC na Internet é um dos requisitos previstos para a aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990. O Vocabulário Comum terá cerca de 300 mil palavras, as que são de uso comum entre as nações lusófonas e as de uso específico em Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O sítio do VOC permitirá conhecer as características da Língua Portuguesa usada em cada país lusófono e ao redor do mundo.

A seguir, a entrevista realizada a Gilvan Müller de Oliveira pelo jornal digital iOnline, publicada em 2 de junho de 2014.

.
*              *              *

:::  Qual a importância do Vocabulário Ortográfico Comum (VOC) para os países que o integram?  :::
O VOC terá mais de 300 mil entradas da Língua Portuguesa. Será a primeira grande base de dados do vocabulário português, composta por alguns países que não tinham sequer o seu vocabulário nacional registrado.

:::  O que o VOC traz de novo?  :::
É um novo modo de gestão da Língua Portuguesa, com uma participação conjunta. Além da junção dos vocabulários dos oito países da CPLP, terá informações novas como a flexão das palavras e toda a grafia adaptada, aquilo que anteriormente era chamado de estrangeirismo.

:::  Como foi desenvolvido o trabalho?  :::
A então ministra Gabriela Canavilhas cedeu o vocabulário português e a base eletrônica. Juntamos o vocabulário do Brasil e desenvolvemos os dos restantes países. Seguiram-se várias reuniões com especialistas e um grande acompanhamento técnico para que saísse um trabalho uniformizado.

:::  Quais foram as principais dificuldades?  :::
Foi preciso uma grande negociação diplomática. Além disso, lidamos com países sem tradição na área linguística, nem qualquer trabalho prévio.

:::  Quais foram os países a apresentar mais problemas?  :::
Angola financiou parte do trabalho, mas o Vocabulário Ortográfico do país ainda não está concluído, trabalho que tem sido feito sem diálogo com a equipa central. A Guiné tem vivido tempos de tumultos políticos e sociais e não participa em atividades do IILP há quatro anos.  :::

.
Com base em
CERQUEIRA, Marta. Vocabulário Ortográfico Comum. Palavras de todas as cores para usar do Minho a Timor.
Extraído do jornal digital iOnline (Portugal).
Publicado em: 02 jun. 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: