Articles

Namíbia, Turquia e Geórgia serão observadores associados da CPLP

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 31 de Maio de 2014 by ronsoar Tagged: , , , , ,

Da Agência Lusa
27 de maio de 2014

.
A Namíbia, a Turquia e a Geórgia serão aceites como observadores associados da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), na Cimeira de Díli, Timor-Leste, em julho.

O anúncio foi feito no dia 27 de maio pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da República Portuguesa, Rui Machete, em audição parlamentar da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, na Assembleia da República.

Georgina de Mello: dez países têm interesse em aderir à CPLP.

Georgina de Mello: dez países têm interesse em aderir à CPLP.

O chefe da diplomacia portuguesa tem manifestado a defesa de uma dimensão económica para a organização, ao lado do fator linguístico, histórico e cultural.

“Esta Cimeira deverá igualmente servir de palco de entrada de três novos observadores associados: Namíbia, Turquia e Geórgia”, disse Machete, adiantando que os pedidos de associação “são uma prova de prestígio e poder de atração da organização”.

A Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP está marcada para 23 de julho e assinala a passagem da presidência rotativa da CPLP de Moçambique para Timor-Leste. O encontro será subordinado ao tema A CPLP e a Globalização.

–– Dez países desejam adesão como observadores da CPLP ––
A CPLP está a despertar o interesse de dez países que estão em diferentes etapas do processo de adesão: anunciou a diretora-geral da organização, Georgina de Mello, em encontro em Lisboa.

“A Guiné Equatorial, o Senegal e as Ilhas Maurícias têm o estatuto de observador associado, sendo previsível que a Guiné Equatorial se junte como membro de pleno direito na Cimeira de Díli, a 23 de julho”, disse Georgina de Mello em encontro que pretendeu anunciar a realização de uma encontro com bancos, seguradoras e entidades financeiras das nações da CPLP, na próxima semana, na capital portuguesa.

A responsável da Comunidade lusófona sublinhou ainda que Japão, Peru e Marrocos são outros países que estão a preparar as candidaturas a observadores associados. E vincou também que a Índia vai submeter o processo de aproximação à CPLP.

A CPLP junta atualmente oito países que representam cerca de 4,6% da riqueza mundial: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.  :::

.
–– Extraído da Agência Lusa ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: