Articles

II Cimeira Moçambique-Portugal em Maputo: acordo de Ensino de Português para Estrangeiros

In Língua Portuguesa Internacional, O Mundo de Língua Portuguesa on 2 de Abril de 2014 by ronsoar Tagged: , , , , , ,

Do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e do semanário Sol (Lisboa, Portugal)
28 de março de 2014

Na reunião entre Pedro Passos Coelho e Armando Guebuza, foi assinado protocolo entre Portugal e Moçambique para a criação de um curso de Português para Estrangeiros, dentre outros acordos. 

Na reunião entre Pedro Passos Coelho e Armando Guebuza, foi assinado protocolo entre Portugal e Moçambique para a criação de um curso de Português para Estrangeiros, dentre outros acordos.
 

.
:::  Na II Cimeira Moçambique-Portugal, que decorreu em Maputo, foram assinados 19 acordos, protocolos e memorandos, entre os quais um protocolo entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e o Instituto Superior de Relações Internacionais de Moçambique para a criação de um curso de Português como Língua Estrangeira.  :::

.
Na primeira Cimeira entre Portugal e Moçambique, em novembro de 2011, em Lisboa, o encontro saldou-se pela assinatura de três acordos.

Nesta segunda reunião bilateral, que decorreu na quarta-feira, 26 de março, em Maputo, a parceria luso-moçambicana aprofundou-se: foram assinados 19 acordos, protocolos, memorandos de entendimento e outros instrumentos bilaterais, que resultaram na “disponibilização de cerca de 134 milhões de euros para o desenvolvimento sustentável de Moçambique e apoio às empresas portuguesas que investem neste país”, segundo refere a declaração final da Cimeira.

O mesmo documento aponta que “o crescimento de 60% das exportações moçambicanas para Portugal e de 43% das exportações portuguesas para Moçambique, desde a última Cimeira”, prova a “cada vez maior relevância dos respectivos mercados”.

Na quinta-feira, 27 de março, em um seminário económico a que o primeiro-ministro da República Portuguesa, Pedro Passos Coelho, e o presidente de Moçambique, Armando Guebuza, compareceram, o governante luso salientou que cada milhão de dólares investido em Moçambique resulta na criação de 55 novos postos de trabalho.

–– Protocolos variados entre Portugal e Moçambique ––
A comitiva portuguesa, com o primeiro-ministro e mais cinco ministros de Estado, que viajou até à capital moçambicana reflecte o leque de áreas contempladas nos acordos assinados, que abrangem a cooperação em sectores como pescas, agricultura, educação, economia e defesa.

Destaca-se uma adenda ao protocolo de apoio ao Fundo Empresarial da Cooperação Portuguesa (Fecop), que permitirá que este passe a ser usado em projetos de reconstrução e desenvolvimento da economia moçambicana, desbloqueando uma verba de 13 milhões de euros.

Também o Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique (Investimoz), criado em abril de 2010 para apoiar e promover o investimento de empresas portuguesas e luso-moçambicanas em Moçambique, foi flexibilizado – e disponibiliza 94 milhões de euros.

A Língua Portuguesa saiu reforçada com a criação de um curso de Português como Língua Estrangeira, em um protocolo entre o Instituto Superior de Relações Internacionais de Moçambique e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

A terceira Cimeira bilateral já foi anunciada para 2015 e vai realizar-se em Portugal.

.
–– Extraído do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e do semanário Sol (Lisboa, Portugal) ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: