Articles

União Europeia entrega mais de 700 livros à Universidade Nacional de Timor-Leste

In Língua Portuguesa Internacional, O Mundo de Língua Portuguesa on 27 de Março de 2014 by ronsoar Tagged: , ,

Da Agência Lusa
26 de março de 2014

.
A União Europeia entregou hoje à Universidade Nacional de Timor-Leste mais de 700 livros no âmbito do programa de apoio ao Programa de Comunicação Social da instituição e que está a ser executado por Portugal.

Uma parte dos 722 livros dedicados ao estudo da comunicação social e do jornalismo foi também doada pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e pelo Gabinete para os Meios de Comunicação Social, da República Portuguesa.

“O Programa de Comunicação Social da União Europeia pretende que esta iniciativa se constitua em um contributo importante para melhorar as condições de ensino e de aprendizagem, em especial dos professores e alunos do curso de comunicação social da Universidade Nacional de Timor-Leste”, afirmou a representante da União Europeia, a embaixadora francesa Sylvie Tabesse.

No discurso proferido durante a cerimónia de entrega dos livros, a diplomata salientou também que o jornalismo é um dos pilares da democracia.

“Uma democracia ideal corresponde àquela em que os cidadãos bem informados desempenham um papel ativo em termos de decisão política. E é aqui que os jornalistas profissionais de Timor-Leste têm um papel importante, porque o jornalismo exerce-se por e a favor dos cidadãos, para que possam ter uma opinião acerca dos contextos em que vivem e participar ativamente nos processos democráticos”, salientou.

Aurélio Guterres, da Universidade Nacional de Timor-Leste: "Estamos a planear o lançamento do Instituto da Língua Portuguesa no âmbito da Cimeira da CPLP." 

Aurélio Guterres, da Universidade Nacional de Timor-Leste: “Estamos a planear o lançamento do Instituto da Língua Portuguesa no âmbito da Cimeira da CPLP.”
   

–– Em prol da comunicação social no Timor-Leste ––
O reitor da Universidade Nacional de Timor-Leste, Aurélio Guterres, agradeceu os livros e informou que o acervo vai ficar instalado na biblioteca da Faculdade de Ciências Sociais e Políticas.

Orçado em mais de 1,5 milhões de euros, o Programa de Apoio à Comunicação Social da União Europeia, que termina no final do ano, tem como objetivo ajudar a implementar a política nacional de comunicação social das autoridades timorenses.

Na cerimónia estiveram também presentes o embaixador de Portugal em Díli, Manuel Gonçalves de Jesus; o vice-presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, Paulo Nascimento; e o diretor do Gabinete para os Meios de Comunicação Social de Portugal, Pedro Behran da Costa.

–– Instituto da Língua Portuguesa a ser inaugurado na Cimeira da CPLP ––

A Cimeira da CPLP em Díli será realizada em julho de 2014.

O reitor da Universidade Nacional de Timor-Leste, Aurélio Guterres, disse hoje que o Instituto de Língua Portuguesa em Díli vai ser inaugurado durante a Cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), a realizar-se em julho.

“Estamos a planear o lançamento no âmbito da Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa quando estiverem cá todos os líderes da Comunidade”, afirmou à Agência Lusa Aurélio Guterres, à margem da cerimónia de entrega de livros pela União Europeia àquele estabelecimento de ensino superior.

A Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP deverá realizar-se em Díli entre 20 e 25 de julho, altura em que Timor-Leste assume pela primeira vez a presidência da organização.

Segundo o reitor da Universidade Nacional de Timor-Leste, até ao final de março, devem chegar 10 professores portugueses para apoiar a equipa responsável pela criação do Instituto de Língua Portuguesa, liderada pelo antigo reitor daquela universidade, Benjamim Côrte-Real.

Aurélio Guterres disse também que após a criação do Instituto de Língua Portuguesa vão ser abertos Centros de Língua nos distritos, subdistritos e sucos do país.

“Vamos também dar formação em Língua Portuguesa às instituições timorenses”, acrescentou.

O memorando de entendimento para a criação do Instituto de Língua Portuguesa em Timor-Leste foi assinado em janeiro em Lisboa entre Aurélio Guterres e a presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, Ana Paula Laborinho.  :::

.
–– Extraído da Agência Lusa ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: