Articles

Reino Unido: Festival Utopia de Cinema Português e Lusófono em Londres

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 29 de Novembro de 2013 by ronsoar Tagged: , ,

Da Agência Lusa
26 de novembro de 2013


 

.
O Festival de Cinema Português no Reino Unido decorre entre 27 de novembro e 8 de dezembro em quatro salas em zonas diferentes de Londres.

Com o tema “Filme, Memória e Paisagem”, o festival dos filmes do cinema de Portugal na capital britânica, que já está em sua quarta edição, abriu espaço também a filmes de Angola, Guiné-Bissau e Brasil, em uma edição que será de transição para um novo formato, passando a chamar-se Utopia.

“Abrimos o festival a filmes brasileiros e africanos porque chegámos à conclusão de que uma mostra de filmes unicamente de realizadores portugueses seria redutora. Portugal é um país com uma Língua e uma história que ultrapassaram as suas fronteiras”, afirmou a diretora, Erica Rodrigues, à Agência Lusa.

Segundo a diretora, a escolha do novo nome reflete esta evolução. “Partimos da ideia e do ideal de que a Língua Portuguesa seja a base para o diálogo entre países com identidades distintas. A nossa ‘utopia’ parte de uma Língua e de um passado comum para um diálogo entre culturas diversas, tendo como veículo principal o cinema.”

No sentido horário, a partir do alto à esq.: cenas dos filmes A Batalha de Tabatô (2013), A Última Vez que Vi Macau (2012), Por Aqui Tudo Bem (2011) e O Cerco (1970).
 

–– Os filmes da mostra Utopia de Londres ––
A abertura do festival está a cargo de O Grande Kilapy (2012), estreado no Festival de Cinema de Londres do ano passado e realizado pelo angolano Zézé Gamboa. Também de Angola, será projetado, no Ciné Lumière, Por Aqui Tudo Bem (2011), de Pocas Pascoal, com a história gravada em Lisboa.

O contingente brasileiro é composto por Eles Voltam (2012), de Marcelo Lordello, e Doméstica (2012), documentário de Gabriel Mascaro. A Guiné-Bissau estará representada no ICA, próximo a Trafalgar Square, por A Batalha de Tabatô, uma coprodução com Portugal assinada pelo português João Viana e que lhe valeu uma menção honrosa de Melhor Estreia no Festival de Cinema de Berlim de 2013.

De Portugal será mostrado o documentário Terra de Ninguém (2012), de Salomé Lamas, que estará no Genesis Cinema em um ciclo de perguntas e respostas. Assim como João Pedro Rodrigues e Rui Guerra da Mata, diretores de A Última Vez que Vi Macau (2012), que estarão no ICA. E o filme O Cerco, emblemático do Novo Cinema Português e realizado por António Cunha-Telles em 1970, terá uma sessão especial no Centro Cultural Barbican.

O evento encerra com quatro curtas-metragens de João Nicolau no Genesis Cinema: Rapace (2006), Canção de Amor e Saúde (2009), O Dom das Lágrimas (2012) e Gambozinos (2013).  :::

• Festival de Cinema Utopia – Londres, Reino Unido
de 27 de novembro a 8 de dezembro
<http://www.utopiafestival.org.uk/>

.
–– Extraído da Agência Lusa ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: