Articles

II Conferência sobre Língua Portuguesa no Sistema Mundial com transmissão em direto na Internet

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional, O Mundo de Língua Portuguesa on 29 de Outubro de 2013 by ronsoar Tagged: , , , , , , , ,

Da Agência Lusa
26 de setembro de 2013

.
Nestes dias 29 e 30 de outubro de 2013, realiza-se em Lisboa a II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, que junta 200 académicos e especialistas da Língua Portuguesa de todo o mundo.

O tema da Conferência Internacional será Língua Portuguesa Global – Internacionalização, Ciência e Inovação, e terá como lugar o Salão Nobre da Reitoria e a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. A conferência será transmitida em direto pela Internet e aceitará perguntas pelo microblogue Twitter.

O evento antecede reuniões políticas, como a Reunião do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), durante a qual será adotado um Plano de Ação de Lisboa, à semelhança do Plano de Ação de Brasília, adotado em 2010, e que definiu a internacionalização da Língua Portuguesa como objetivo comum dos países lusófonos.

–– Por um novo Plano de Ação para a Língua ––
Três anos e meio depois da primeira Conferência, que decorreu no Brasil e resultou na adoção do Plano de Ação de Brasília para a Promoção, a Difusão e a Projeção da Língua Portuguesa, os participantes vão fazer o balanço do que foi feito desde então e deverão abordar os temas a incluir no Plano de Ação de Lisboa, cuja redação será finalizada na quinta-feira pelos representantes dos Estados-membros da CPLP.

A Língua Portuguesa “é também uma Língua inovadora, uma Língua do futuro”, segundo a presidente do Camões, Ana Paula Laborinho.

Este plano de ação será depois aprovado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros e das Relações Exteriores dos oito países-membros, a 4 de novembro na sede da organização, e endossado para a Cimeira de Díli, prevista para julho de 2014 na capital do Timor-Leste. Nesta Cimeira da CPLP, está prevista a apresentação do Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC), projeto desenvolvido pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP).

Recordando que a primeira conferência tinha como tema a Língua Portuguesa na Internet e no mundo digital, a presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, Ana Paula Laborinho, sublinhou que hoje o português é a quinta Língua mais usada na Internet e a terceira nas redes sociais, como o Twitter e o Facebook.

Reconheceu que ainda é preciso fazer “muito mais em termos de conteúdo”, nomeadamente no desenvolvimento de plataformas de ensino à distância, mas afirmou que nesta segunda conferência serão apresentados os projetos a cargo do IILP, como os Vocabulários Ortográficos Nacionais de Língua Portuguesa – que serão os alicerces do VOC – e o Portal do Professor de Português Língua Estrangeira.

Há outras áreas em que “é preciso ir mais longe”, reiterou Laborinho, exemplificando com a utilização do português nas organizações internacionais, no ensino e nas diásporas, as comunidades lusófonas espalhadas pelo mundo. A Língua conta ao redor do mundo com 244 milhões de falantes, segundo dados do portal do Observatório da Língua Portuguesa. E cerca de 82,5 milhões de cibernautas comunicam-se em português na Internet, de acordo com dados do sítio Internet World Stats.

–– Português, “Língua inovadora, Língua do futuro” ––
Recordando que atualmente se pensa na língua inglesa como a língua da ciência, a responsável afirmou que na conferência serão apresentadas propostas concretas para valorizar o português como Língua de investigação e ciência.

“Isto não é uma guerra, não é a defesa de uma Língua contra a outra”, disse Laborinho, que é também presidente da Comissão Organizadora da conferência, afirmando que há espaço para mais do que uma Língua na ciência.

Na II Conferência, também deverão participar o ministro dos Negócios Estrangeiros da República Portuguesa, Rui Machete, e o secretário-executivo da CPLP, Murade Murargy, além de centenas de especialistas e representantes políticos dos oito Estados-membros da organização lusófona e das comunidades no estrangeiro. Eles farão dezenas de painéis e comunicações ligados a temas como ciência e inovação, diversidade linguística, ensino e a internacionalização e indústrias criativas.

Em entrevista à Lusa a propósito do evento, Ana Paula Laborinho sublinhou que a utilização destas novas tecnologias na conferência pretende transmitir a mensagem de que o português “é também uma Língua inovadora, uma Língua do futuro”.

“A conferência vai ser transmitida na Internet para todo o mundo e qualquer pessoa no mundo pode colocar questões às pessoas que estão nos painéis, através do Twitter […]. Vamos tentar que em todos os painéis se responda pelo menos a uma ou duas questões dessas”, disse Ana Paula Laborinho.  :::

.
Assista em direto à II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, em Lisboa, através deste enlace para vídeo do Observatório da Língua Portuguesa.

II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial
Língua Portuguesa Global – Internacionalização, Ciência e Inovação
29 e 30 de outubro de 2013
Universidade de Lisboa
Lisboa – Portugal
<http://www.conferencialp.org/>

.
–– Extraído da Agência Lusa ––

.
*              *              *

Leia também:
Língua Portuguesa, Língua de ciência – Ivo Castro – 26 de outubro de 2013
A Língua oficial e os anglicismos: dilema da comunicação social do Estado brasileiro – 24 de outubro de 2013
Língua Portuguesa como Língua de ciência e inovação – objetivo da CPLP – 24 de setembro de 2013
Os desafios da Língua Portuguesa na Era Digital – 20 de novembro de 2012

Uma resposta to “II Conferência sobre Língua Portuguesa no Sistema Mundial com transmissão em direto na Internet”

  1. A Korsang di Melaka atenta ao valor da língua nos quatros cantos do mundo, onde as comunidades falantes não deixam morrer os crioulos de origem portuguesa, saúda a presidente do Camões, Professora Dra Ana Paula Laborinho, entre todas as suas intervenções, valorizar a importância das comunidades lusófonas, as organizações internacionais e as diásporas espalhadas no mundo.

    Que os afetos ligados pela língua, sejam as causas maiores da fraternidade da Lusofonia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: