Archive for 25 de Outubro, 2013

Articles

Conferência Internacional de Educação em Lisboa: os livros e a leitura na Era Digital

In Defesa da Língua Portuguesa,Língua Portuguesa Internacional,O Mundo de Língua Portuguesa on 25 de Outubro de 2013 por ronsoar Tagged: , , , , , ,

Da Agência Lusa e da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, Portugal)
28 de outubro de 2013

Uma Conferência Internacional de Educação sobre o futuro do livro na Era Digital será realizada em Lisboa em 28 de outubro na Fundação Calouste Gulbenkian.
 

.
Debater a relação dos hábitos de leitura e a situação do livro com o avanço da Internet e da leitura digital: estes serão os temas da Conferência Internacional de Educação, que acontece no dia 28 de outubro, em Lisboa. Este evento antecede imediatamente a II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, a ocorrer também na capital portuguesa nos dias 29 e 30 do mesmo mês.

A conferência, que terá como local a sede da Fundação Calouste Gulbenkian, contará com a presença do destacado filósofo e sociólogo alemão Jürgen Habermas.

A palestra de abertura a ser ministrada por Habermas, de 84 anos, será sobre “a transformação estrutural na democracia”, a que a Europa assiste, e sobre a crise financeira na Zona do Euro – temas ao qual o especialista dedicou-se nos últimos anos.

A Fundação Gulbenkian editou já este ano a tradução portuguesa da famosa obra de Habermas A Transformação Estrutural da Esfera Pública.

O filósofo alemão Jürgen Habermas falará sobre a democracia na Europa.

–– Estudo sobre o livro digital ––
Depois de uma interrupção de dois anos, a fundação lisboeta retoma a realização de seu encontro internacional, criado em 2000 – agora, com a revelação de um estudo inédito sobre leitura digital.

Esse estudo foi desenvolvido ao longo dos últimos dois anos pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL).

O trabalho tem um âmbito internacional – tendo por base um inquérito feito em 17 países, com destaques para Reino Unido e Espanha – “sobre como é que os utilizadores de Internet leem em papel e em digital”, explicou o investigador Gustavo Cardoso, durante encontro com jornalistas na Fundação Gulbenkian.

O objetivo do estudo foi “tentar compreender o que é que está a mudar e quais são as tendências, não apenas em Portugal, mas noutros países que usam a Internet”, referiu o professor universitário. “Estamos perante uma mudança do paradigma da leitura”, porque o leitor “lê, escreve e partilha” na Internet, em blogues e em redes sociais.

A investigação debruça-se sobre os hábitos de leitura – “quem lê mais em papel, também lê mais em digital” –, e também sobre a edição do livro, sobre bibliotecas e a sua relação com o leitor digital.

“Tentou-se mapear a mudança. Como é que as pessoas estão a ler hoje, por via de terem adotado, como forma de leitura, os ecrãs. Quais são as tendências de transformação que estão a tocar as bibliotecas e a relação com este tipo de leitores”, elencou Cardoso.

Uma palestra sobre o futuro do livro será ministrada na Fundação pelo sociólogo britânico John Thompson. E haverá uma discussão sobre a leitura digital e as novas tendências editoriais com a participação do professor espanhol Luis González Martín e pelo especialista português José Afonso Furtado.

–– Gramática do Português, da Universidade de Lisboa ––
Na Conferência Internacional de Educação, será ainda apresentada a Gramática do Português, obra em três volumes que resulta de treze anos de trabalho em torno da Língua Portuguesa, empreendido pelo Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.

A obra, descrita pelo administrador da Fundação Gulbenkian, Eduardo Marçal Grilo, como “um trabalho ciclópico que se faz uma vez na vida”, é uma gramática descritiva e explicativa da Língua Portuguesa contemporânea, com mais de quatro mil páginas, e que inclui as variações de uso da Língua no Brasil e nas nações da África Lusófona.

O projeto em si declara que “esta Gramática é destinada a pessoas de instrução acima da média, que pretendam dispor de uma obra de referência com informações sobre as principais questões da gramática do português bem articuladas entre si e claramente expostas”. A obra visa esclarecer dúvidas, aprofundar conhecimento e mostrar exemplos da riqueza de uma Língua que sempre teve caráter internacional.

A apresentação dos dois primeiros volumes da Gramática do Português, da Universidade de Lisboa, da estará a cargo do professor Eduardo Paiva Raposo e da investigadora Maria Bacelar do Nascimento. A obra também será exibida na II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial.

Sede da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa: Conferência Internacional de Educação será uma prévia da Conferência sobre o Futuro da Língua Portuguesa.
 

–– Plano de Edições da Fundação Gulbenkian ––
Na mesma ocasião, a Fundação Gulbenkian assinala os 51 anos de criação do seu Plano de Edições, projeto criado em 1962 para editar obras de caráter científico, técnico, artístico e histórico, pouco atrativas comercialmente, mas de grande relevância para o mundo académico e para a formação universitária.

O projeto do Plano de Edições da Fundação abrange três séries ou coleções voltados para o ensino superior em Portugal: a série de Manuais Universitários foi a primeira, criada em 1962; a de Textos Clássicos surgiu em 1964; e a de Cultura Portuguesa foi iniciada em 1966.

A Conferência Internacional de Educação em Lisboa, a ser realizada no dia 28 de outubro, é organizada no âmbito do Programa Gulbenkian Qualificação das Novas Gerações.  :::

.
Conferência Internacional de Educação – Os Livros e a Leitura: Desafios da Era Digital
Dia 28 de outubro, das 9 às 19 horas – Entrada franca.

Fundação Calouste Gulbenkian – Auditório 2
avenida de Berna, 45A – Campo Pequeno
Lisboa, Portugal

.
–– Extraído da Agência Lusa e da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, Portugal) ––

.
*              *              *

Leia também:
O Acordo Ortográfico para integrar o mundo de Língua Portuguesa – 23 de dezembro de 2012
Os desafios da Língua Portuguesa na Era Digital – 20 de novembro de 2012
“Língua Portuguesa pode perder-se na era digital”, alerta cientista da Universidade de Lisboa – 16 de novembro de 2012