Articles

EUA: por que quem trabalha no sul da Flórida quer aprender o Português?

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional, Lusofonia e Diversidade on 22 de Setembro de 2013 by ronsoar Tagged: , , , , ,

Karen Rundlet
Da rádio WLRN (Miami, EUA)
17 de setembro de 2013

A Língua Portuguesa vai se estabelecendo como a nova Língua do comércio e dos negócios, sobretudo voltados à comunidade brasileira residente no sul do Estado norte-americano da Flórida.
 

.
Miami-Dade, Broward e Palm Beach. Todos três condados superam a média nacional quando o assunto é o número de casas que têm falantes de línguas estrangeiras.

Já sabemos que os pontos eleitorais locais [do Estado da Flórida] oferecem cédulas de voto em inglês, espanhol e créole haitiano. E que os negócios giram ao redor dessas três línguas.

Mas nos últimos anos, é o português que tem se estabelecido como uma nova Língua do comércio.

Carolina Pinho é brasileira. Há mais de 20 anos, ela se mudou para o sul da Flórida.

“Você sabe, fiquei com muito orgulho”, disse Carolina. “Talvez 10 anos atrás, muito pouca gente estaria interessada em aprender português. Não era e ainda não é como uma Língua internacional, mas, no sul da Flórida, é.”

Alexandra Estrada (em pé) é uma das pessoas que querem aprender o português, a nova Língua de negócios no sul da Flórida.

Carolina Pinho trabalha no CCLS, uma escola que oferece aulas de Língua Portuguesa. Ela disse que as inscrições nas aulas de português estão crescendo – em parte por causa da Copa do Mundo de Futebol e da Olimpíada.

Seus clientes corporativos incluem FedEx [companhia de logística e entregas expressas], Visa [bandeira de cartões de crédito] e Univisión [rede de televisão de língua espanhola dos EUA].

“O Brasil está se preparando para esses jogos e um monte de gente quer fazer negócios, vender algo – na infraestrutura, em equipamentos, em serviços de consultoria”, disse ela.

Alexandra Estrada é uma das alunas de Carolina Pinho. Ela trabalha no setor de cruzeiros náuticos.

“Porque tenho muita gente que vem do Brasil e é muito difícil me comunicar com elas em inglês. Às vezes, eles não sabem o inglês ou se sentem mais confortáveis em falar o português”, disse Alexandra.

.

Os moradores da Flórida não querem só vender os seus serviços no Brasil; querem vender os seus produtos aos brasileiros que chegam ao sul da Flórida para fazer compras, em centros comerciais de varejo, como o Sawgrass Mills.

Apesar do facto de que a economia do Brasil tenha arrefecido um pouco, ainda é habitual para os brasileiros em férias visitar o Sawgrass, encher as malas com compras e seguir direto para o aeroporto.

Na verdade, a maior comunidade brasileira na região dos três condados mora entre as praias de Deerfield Beach e Pompano Beach.

Mas há dois anos, os brasileiros faturavam com condomínios residenciais de Miami em números recordes. A moeda brasileira – o real – estava especialmente forte e os preços eram atraentes. De volta para casa, os brasileiros teriam de pagar o triplo do preço por um apartamento de condomínio em São Paulo.

E mais torres estão sendo construídas hoje pensando neles.

Elizabeth Cooper Garcia é uma corretora de imóveis que põe em prática um pouco da Língua Portuguesa aprendida na faculdade com os seus clientes brasileiros.

“Dada a quantidade de brasileiros que estão vindo para o sul da Flórida, a Língua Portuguesa vai ser primordial”, disse ela.

E, claro, Elizabeth Garcia explicou que a aquisição de apenas um imóvel em condomínio leva a mais compras. “O imóvel fica mobiliado. Você sabe. Então, têm que ir a uma loja de móveis. Eles precisam comprar roupas e panelas, frigideiras, se pretendem mesmo usar o local.”

Em última análise, os alunos de português querem aprender o idioma por um desses três motivos. Amam a Língua. Amam uma pessoa do Brasil. Ou amam o dinheiro.

E em uma economia local que ainda está tentando engrenar, muitas empresas já estão aprendendo a dizer “Olá” a seus bons clientes.  :::

(Traduzido por Ronaldo Santos Soares)

*              *              *

–– Nota: ––
–(*)–  O condado é uma subdivisão de um Estado federado, com características de autarquia local e que abrange uma ou diversas cidades. Possui uma cidade como centro de administração, que é a sede do condado. Equivale a uma sede de município no Brasil ou a um concelho em Portugal.

.
RUNDLET, Karen. Why South Florida Workers Are Learning Portuguese.
Extraído da rádio WLRN – Miami, Estados Unidos da América.
Publicado em: 17 set. 2013.

.
*             *              *

Leia também:
EUA: enquete sobre aulas de Língua Portuguesa em escolas públicas da Flórida – 28 de julho de 2012

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: