Articles

Um milhão de angolanos usam a Internet – e as novas mediatecas em Angola

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 18 de Setembro de 2013 by ronsoar Tagged: , , ,

José Maurício
Do semanário Sol (Lisboa, Portugal)
15 de setembro de 2013

O secretário das Tecnologias de Informação de Angola, Pedro Sebastião Teta, anunciou a construção de 25 mediatecas no país e o avanço no uso de dispositivos digitais e de telemóveis com acesso a Internet.

Angola soma já um milhão de utilizadores de Internet, avançou ao Sol o secretário de Estado das Tecnologias de Informação [de Angola], Pedro Sebastião Teta.

Sublinhando que hoje “qualquer utilizador de telemóvel pode aceder à Internet”, o responsável referiu que a evolução no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nos últimos anos levou a uma sociedade mais ligada às redes sociais e com acesso ao 3G –(*)–.

Nesse sentido, a construção de mediatecas – 25 nos próximos seis anos – funciona como um processo de inclusão: quem não tem telemóvel ou computador pode usar as TIC gratuitamente.

–– Projeto pioneiro no continente ––
“Somos pioneiros na criação de mediatecas no continente”, afirma o secretário de Estado, acrescentando que seis já foram construídas nas províncias de Luanda, Benguela, Huíla, Zaire, Huambo e Lunda-Sul – as duas últimas estão por inaugurar – e que “cerca de 60% dos livros das mediatecas estão em formato digital”.

Cada centro e respectivo apetrechamento implica um custo de “sete a oito milhões de dólares”. Inserido no Programa de Investimentos Públicos e no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, o projeto das mediatecas, a funcionar há um ano, regista “uma adesão muito boa”, justificada por Pedro Sebastião Teta com os “60 mil utentes, entre permanentes e ocasionais”.

O próximo passo, adianta o responsável, é educar a população – “porque este consumo tem os seus perigos”. O secretário de Estado das Tecnologias de Informação alerta para o facto de a Internet, além de ser uma ferramenta de trabalho e comunicação, poder ser “um instrumento para caluniar e denegrir terceiros”.

Na próxima década, defende, o país vai colher os frutos dos investimentos nas TIC – 10 mil quilómetros de fibra óptica, satélite e fibras submarinas. “Os custos das comunicações vão baixar, haverá mais competição no mercado e não estaremos fora do contexto da evolução tecnológica dos outros países do mundo”, prevê o responsável angolano.  :::

*               *              *

–– Nota: ––
–(*)–  Os telemóveis 3G, ou de terceira geração, permitem a telefonia móvel sem fio, o acesso à Internet de banda larga, a transmissão veloz de dados em vídeo e a recepção de televisão digital.  :::

.
MAURÍCIO , José. Um milhão de angolanos usam Internet.
Extraído do semanário Sol – Lisboa, Portugal.
Publicado em: 15 set. 2013.

2 Respostas to “Um milhão de angolanos usam a Internet – e as novas mediatecas em Angola”

  1. Bom trabalho! Estamos todos anciosos para ver os frutos de todo este excelente esforço. Continuem no bom caminho!

  2. A fé nos aproxima de nossas vitorias, entao oumente a sua fé pois e ela quem te conduzira a
    Vitoria que deus te prometeu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: