Articles

O Acordo acordado: o sucesso de uma missão (II) – Lúcia Vaz Pedro

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional on 13 de Abril de 2013 by ronsoar Tagged: , , , , , ,

 

A professora e escritora Lúcia Vaz Pedro publicou uma série de dois artigos em sua coluna semanal de Língua Portuguesa – o Português Atual –, do Jornal de Notícias, do Porto.

A autora lembrou a adoção bem-sucedida no Brasil, do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, elaborado e assinado em Lisboa em 16 de dezembro de 1990, bem como das vantagens de se adotar um código ortográfico comum, benéfico ao ensino da Língua no estrangeiro e a seu uso nos campos económicos e nos órgãos internacionais.

“Por isso, não se entende as confusões, quando se fala da sua ratificação. Na verdade, o Acordo Ortográfico é uma realidade e, no que se refere ao Brasil, houve, apenas, um adiamento da sua aplicação obrigatória. Ou seja, em 2016, Portugal e Brasil estarão em sintonia, quanto à obrigatoriedade do seu uso”, declarou a escritora portuguesa.

Na segunda parte do artigo sobre o Acordo Ortográfico de 1990, Lúcia Vaz Pedro esclarece sobre o adiamento feito pelo Brasil da obrigatoriedade de adoção do Acordo de unificação internacional da ortografia para 2016, e que o “adiamento passou a coincidir com o que sucede também em Portugal”.

O artigo publicado no dia 31 de março no Jornal de Notícias aparece aqui reproduzido em Ventos da Lusofonia.

*              *              *

–– O Acordo acordado: o sucesso de uma missão (II) ––

Lúcia Vaz Pedro
do Jornal de Notícias (Porto, Portugal)
31 de março de 2013

Para que não haja dúvidas em relação ao assunto da semana passada, é necessário reafirmar que o Brasil não adiou para 2016 a entrada em vigor do Acordo Ortográfico, como se divulgou, erradamente.

O que o Brasil fez foi adiar a obrigatoriedade da adoção da nova grafia generalizada, cujo período de transição foi, esse sim, prolongado por mais três anos. Este adiamento passou a coincidir com o que sucede também em Portugal.

Assim, a senadora Ana Amélia [do Partido Progressista, pelo Rio Grande do Sul], numa entrevista à Rádio ONU, esclareceu que essa “iniciativa servirá para harmonizar o processo da reforma com Portugal, que escolheu 2015 para finalização da entrada em vigor”.

Ora, houve uma deturpação deste facto e muitos adiantaram, erradamente, que o Brasil tinha recusado a nova grafia. Trata-se, pois, de uma adulteração da informação, onde se confunde obrigatoriedade com entrada em vigor.

Esse adiamento compreende-se, tendo em conta a dimensão geográfica do Brasil que aproveitou o atraso de Portugal por razões técnicas. Na verdade, a preparação de manuais escolares, que tem vindo a ser feita de forma faseada em Portugal, também está a acontecer no Brasil, apesar de a maioria da sociedade brasileira já utilizar a nova grafia.

Face à recusa dos que ainda não tiveram o cuidado de aprofundar as regras do Acordo Ortográfico, limitando-se a difundir erros e deturpações das regras, acreditamos, pois, que o tempo ajudará a absorver a nova grafia.

E, nas escolas, os alunos aprendem pacificamente as novas regras, baseadas em explicações gramaticais sólidas e consistentes. Muitos ensinam aos pais e aos avós. E essa partilha é, desde logo, positiva, pela atenção dedicada à Língua Portuguesa, tantas vezes maltratada, mesmo por aqueles que a consideram um bem com direitos de exclusividade.

Sendo o português do mundo, é também nosso, e aceitá-lo é libertá-lo para que possa crescer. Assim um pai ama o seu filho.  :::

.
PEDRO, Lúcia Vaz. O Acordo acordado: o sucesso de uma missão (II).
Extraído do Jornal de Notícias – seção DossiêsPortuguês Atual.
Porto, Portugal.
Publicado em: 31 mar. 2013.

*              *              *

Leia também:
Brasil: “não há motivo para adiar Acordo Ortográfico”, dizem especialistas – 06 de janeiro de 2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: