Articles

Carta aberta aos professores de Português da Argentina

In Defesa da Língua Portuguesa, Língua Portuguesa Internacional on 28 de Dezembro de 2012 by ronsoar Tagged: , ,

Da SIPLE – Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira
20 de dezembro de 2012

A Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira (SIPLE) lançou carta aberta em apoio à Associação Argentina de Professores de Português.
 

A seguir, a carta aberta da Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira (SIPLE) em apoio à Associação Argentina de Professores de Português (AAPP), contra a decisão da Direção Geral de Cultura e Educação da Província de Buenos Aires de fechar, a partir de 2013, os professorados de Língua Portuguesa na província da capital da Argentina.

*              *              *

CARTA ABERTA DA SIPLE EM APOIO À AAPP

.
A Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira (SIPLE), em nome de sua diretoria, vem a público para manifestar o seu apoio à Associação de Professores de Português da Argentina (AAPP), que protesta contra a política proposta pela Direção Geral de Cultura e Educação da Província de Buenos Aires, que, sem qualquer justificativa plausível, iniciou um processo de extinção dos professorados de português da província.

O português, ao lado do espanhol e do guarani, é uma das línguas da integração regional, cuja implementação tem sido meta principal das ações e políticas educacionais dos Estados, sobretudo no âmbito do Mercosul [Mercado Comum do Sul], além de ser tema de constante debate nos fóruns acadêmicos e em diferentes instâncias de decisão, públicas e privadas. Além da desejada integração regional e do compartilhamento de interesses linguísticos e culturais, em favor de uma educação linguística de qualidade e de fácil acesso a todos, o português hoje está em evidência no mundo, como Língua de crescente valorização econômica, sendo projetada como uma das línguas de comunicação internacional, assim como o espanhol.

Além disso, e a partir dos acordos multilaterais firmados entre os países do Mercosul e bilateralmente entre a Argentina e o Brasil, visando à ampliação da oferta das línguas portuguesa e espanhola em seus países, respectivamente, projetou-se a necessidade da criação de novos postos de trabalho para professores dessas línguas, com reflexos na formação desses novos profissionais. No caso específico da ampliação da oferta do português na Argentina – realidade que se intensificou a partir do ano de 2010, com a implantação progressiva da Língua Portuguesa nas escolas de nível médio –, os professorados desempenham um papel fundamental para a formação de novos professores de português, que não somente atenderão ao público das escolas médias, mas também a diferentes entidades do mercado educacional, como os institutos, as escolas, as universidades etc.

Contrariamente a esses argumentos, a decisão da Direção de Educação Superior, subordinada à Direção Geral de Cultura e Educação da Província de Buenos Aires, segue na contramão do que aponta a própria Lei de Educação Nacional (LEN) da Argentina, que estabelece a universalização e a ampliação da oferta de línguas estrangeiras como uma de suas principais orientações. No caso específico do contexto sul-americano, ampliar a oferta do português e, consequentemente, da formação de novos professores dessa Língua, é contribuir para a promoção de uma educação em língua estrangeira que visa à preparação dos sujeitos para o trânsito e o diálogo no âmbito regional, fortalecendo as relações entre o português, o espanhol e o guarani, bem como entre os países e suas políticas linguísticas e culturais.

Desse modo, a SIPLE convoca seus associados, professores, pesquisadores, estudantes e todos aqueles que defendem uma educação linguística de qualidade e voltada para a integração e a aproximação entre os povos do Cone Sul, a se juntarem à Associação de Professores de Português da Argentina (AAPP), em defesa da manutenção dos professorados de português da Província de Buenos Aires, participando do abaixo-assinado que pode ser encontrado neste endereço:

<https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dFJVTlRXNkVIbG12QmFtYlpRS3ZEeFE6MQ>.

A SIPLE, juntamente com a AAPP, reafirma o seu compromisso de contribuir para a promoção, a difusão e a projeção da Língua Portuguesa, como Língua estrangeira, Língua segunda e, sobretudo, Língua de integração e mediação cultural, bem como de assegurar a criação e a manutenção de espaços de formação de novos professores, como são os professorados de português da Argentina.

Salvador – Bahia – Brasil, 18 de dezembro de 2012
.

Diretoria da SIPLE
:::  Profª. Drª. Edleise Mendes (presidente – Universidade Federal da Bahia)
:::  Profª. Drª. Viviane Bagio Furtoso (vice-presidente – Universidade Estadual de Londrina)
:::  Prof. Me. Alex Sandro Neris Simões (secretário – Universidade Federal da Bahia)
:::  Profª. Me. Kaline Mendes (tesoureira – Universidade Federal do Ceará)

.
Carta Aberta da SIPLE em apoio à AAPP.
Do sítio da SIPLE – Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira
Publicado em: 20 dez. 2012.

*              *              *

• Associação Argentina de Professores de Português – AAPP
Buenos Aires, Argentina:
<http://aapp.webnode.com>

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: