Articles

Centro de Investigação de Língua Portuguesa no Instituto Politécnico de Macau

In Língua Portuguesa Internacional, O Mundo de Língua Portuguesa on 3 de Setembro de 2012 by ronsoar Tagged: , , , ,

Da Agência Lusa
24 de agosto de 2012

O presidente do Instituto Politécnico de Macau, Lei Heong Iok, anunciou a criação do Centro de Ensino e Investigação da Língua Portuguesa, a entrar em operação
no ano letivo 2012/2013.

 

O Centro de Ensino e Investigação de Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau vai entrar em funcionamento durante o novo ano letivo, disse o presidente daquela instituição de ensino superior, embora sem avançar datas.

Em março, o presidente do Instituto Politécnico de Macau (IPM), Lei Heong Iok, propôs a criação de dois Centros de Língua Portuguesa: um de âmbito regional – em Macau – e outro de cariz nacional no interior da China, tendo as respetivas propostas sido submetidas ao Governo da Região Administrativa Especial de Macau e ao Ministério da Educação da República Popular da China.

As propostas foram defendidas também no âmbito da aproximação da China aos países de língua portuguesa.

“O nosso centro já foi aprovado pela comissão técnica e científica do Instituto Politécnico de Macau; só faltam alguns pormenores. O Centro de Língua Portuguesa [na China] é que depende da autorização ou não do Ministério da Educação chinês”, disse o presidente do IPM, em declarações aos jornalistas à margem da cerimónia de abertura do ano letivo 2012/2013.

Ao avançar que o Centro de Ensino e Investigação da Língua Portuguesa do IPM “vai funcionar” ainda durante este ano letivo, Lei Heong Iok explicou que o projeto terá três áreas fundamentais, incluindo a formação de docentes, a preparação de materiais didáticos e uma área dedicada aos projetos de investigação.

O centro será instalado junto às Escolas Superiores de Línguas e Tradução e de Administração Pública do IPM e “poderá dar licenciaturas ou formação académica complementar”, acrescentou.

O projeto servirá também, segundo Lei Heong Iok, como plataforma de ligação aos cursos do instituto em português, como o de tradução e interpretação, e outros na área da administração pública e jurídica, e deverá trabalhar em estreita colaboração com o Centro de Ensino e Investigação da Língua Portuguesa proposto para o interior da China.

“Naturalmente vai contribuir não só localmente [para o ensino da Língua Portuguesa], mas mesmo para uma forte ligação com a China. Refiro-me aos cursos [de português] que já foram criados na China, em Xangai, Pequim, etc., e outros que vão ser criados. Este centro vai assegurar a ligação com a China e também a ligação com os países de expressão portuguesa, e em particular com Portugal”, acrescentou.

Embora sem avançar pormenores quanto ao número de docentes previsto, Lei Heong Iok explicou que os professores do centro do IPM deverão ser recrutados maioritariamente em Portugal.

O IPM inicia o ano letivo de 2012/2013 com 3 mil alunos matriculados; mais nove por cento do que no ano anterior, um acréscimo que se deve essencialmente ao aumento dos estudantes de Macau.

Os cerca de 800 novos estudantes incluem cerca de 30 portugueses, do primeiro ao quarto ano de diferentes licenciaturas, que ao abrigo dos programas de intercâmbio estabelecidos com politécnicos portugueses, vão iniciar ou prosseguir os estudos nas áreas de tradução, gestão e administração pública, informática e ciências da saúde.

.
–– Da Agência Lusa ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: