Articles

Jorge Amado: mais homenagens em Salvador e na Academia Brasileira de Letras

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 15 de Agosto de 2012 by ronsoar Tagged: , , , ,

da Academia Brasileira de Letras e do Museu de Arte Moderna da Bahia (Brasil)
13 de agosto de 2012

.

Mais dois eventos em homenagem a Jorge Amado (1912-2001), o autor brasileiro de maior renome internacional, ocorrem em simultâneo no Brasil. Chegou em Salvador, ao Museu de Arte Moderna da Bahia, a mostra Jorge Amado e Universal, que esteve em cartaz em São Paulo, no Museu da Língua Portuguesa, de 17 de abril a 22 de julho. O outro evento ocorre no Rio de Janeiro, no Centro Cultural da Academia Brasileira de Letras, onde tem lugar a exposição Jorge Amado – 100 Anos.

..

.
–– Jorge Amado – 100 Anos, na Academia Brasileira de Letras ––
A Academia Brasileira de Letras (ABL), em sua sede no Rio de Janeiro, inaugurou na terça-feira, dia 31 de julho, a exposição Jorge Amado – 100 Anos.

Será mais uma mostra em homenagem ao centenário de nascimento do acadêmico e escritor Jorge Amado, que se completou no dia 10 de agosto de 2012.

No primeiro andar do prédio do Centro Cultural da Academia, aparece ao fundo um grande painel com as capas das edições internacionais das obras literárias do grande autor baiano, traduzidas em vários idiomas. No mesmo local, foi feita oficialmente a abertura da exposição pela presidente da ABL, Ana Maria Machado.

“É emocionante constatar: cada geração se apropria da obra de Jorge Amado de uma forma nova. Já foi um modelo de luta política, uma ponte para leituras eróticas, um mergulho no humor e na imaginação. Hoje ela é redescoberta como uma denúncia profética sobre a infância abandonada, um brado pela ação ecológica, uma aposta na independência feminina ou um anunciador do sincretismo cultural brasileiro. Esta exposição aponta alguns pontos de referência sobre a obra de Amado. Personagens inesquecíveis, cenários marcantes, situações emblemáticas povoam seus romances. Em seu conjunto, vai além da mera fruição: propõe ideias e levanta discussões. A elas, pois. É o convite que a ABL deixa a todos. Vamos ler ou reler Jorge Amado. E entrar nesse debate, a partir do que ele escreveu. Esta mostra pode ser um bom começo para isso”, afirmou Ana Maria Machado.

Ana Maria Machado: “Cada geração lê a obra de Jorge Amado de uma forma nova”.

.
Na exposição, o público terá a oportunidade de conhecer, por exemplo, as primeiras edições dos livros de Jorge Amado, inclusive os editados na década de 1930, quando começou a ocupar espaço como autor. E também toda a cronologia de sua história de vida desde o nascimento na Fazenda Auricídia, então parte de Ilhéus – hoje município de Itajuípe, interior da Bahia. Há também painéis de fotos ao lado de personalidades brasileiras e estrangeiras, bem como uma reprodução de cartaz de propaganda de Jorge Amado ao candidatar-se deputado pelo Partido Comunista Brasileiro e uma grande foto do líder comunista brasileiro Luiz Carlos Prestes.

.
A exposição contará ainda com a exibição de filmes, novelas e séries de televisão criados com base nos livros do escritor baiano. A seleção foi feita por um dos principais nomes do cinema brasileiro, Nelson Pereira dos Santos.

.
A mostra Jorge Amado – 100 Anos estará aberta ao público, de segunda a sexta-feira, das 10 às 18 horas, no primeiro andar do Centro Cultural da Academia Brasileira de Letras, até o dia 28 de setembro.

*             *             *

A mostra Jorge Amado e Universal está em cartaz no Museu de Arte Moderna da Bahia.
 

–– Jorge Amado e Universal, no Museu de Arte Moderna da Bahia ––
Também como parte das comemorações do centenário de Jorge Amado, o Museu de Arte Moderna da Bahia homenageia o escritor baiano com a exposição Jorge Amado e Universal.

Inaugurado em 1960, o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) localiza-se no Solar do Unhão, em Salvador – casarão colonial português de fins do século XVII. A mostra ocupa o térreo do solar, a capela e a Galeria 1 do museu em Salvador, com fotografias, objetos, folhetos de cordel, filmes e imagens, cuja maioria é de exibição inédita para o público.

“Essa exposição é um desafio prazeroso de cumprir, tendo em vista a importância e o alcance do homenageado e de sua obra. Buscamos elementos para que o público mergulhe em um vasto repertório de conteúdos sobre o homem, o escritor e a obra”, relata William Nacked, diretor-geral da exposição. “O público no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, já ultrapassou 130 mil pessoas. Tenho certeza de que em sua terra Jorge Amado vai fazer ainda mais sucesso.”

Para a diretora do Museu de Arte Moderna da Bahia, Stella Carrozzo, “esta mostra apresentada ao povo baiano – personagem principal da obra de Jorge Amado – no conjunto arquitetônico Solar do Unhão do século XVII, sede do MAM da Bahia, potencializa ao público visitante a experiência e entendimento do caráter histórico, social e antropológico de sua obra”.

A exposição é dividida em módulos distintos, cada um deles dedicado a um aspecto marcante na vida do autor. “Não tivemos a pretensão de esgotar nem a biografia nem a criação ficcional de Jorge Amado. A ideia é fornecer pistas, sugerir caminhos, para que o visitante fique instigado, tenha vontade de ler e de descobrir mais depois da exposição”, informa Nacked.

O Museu de Arte Moderna da Bahia localiza-se no Solar do Unhão,
um histórico casarão do século XVII em Salvador.

 

A mostra completa-se com extensa programação educativa desenvolvida pelo Núcleo de Arte e Educação do Museu, oferecida a diferentes públicos durante os três meses de exposição.

A realização de Jorge Amado e Universal é da Grapiúna e da Fundação Casa de Jorge Amado, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura da Bahia, através da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia e do Museu de Arte Moderna da Bahia.

A visitação de Jorge Amado e Universal é gratuita e acontece de 10 de agosto a 14 de outubro: de terça a sexta, das 13 às 19 horas, e sábados, domingos e feriados, das 14 às 19 horas.

.
Centro Cultural da Academia Brasileira de Letras
Avenida Presidente Wilson, 203 – Castelo – Centro – Rio de Janeiro

Museu de Arte Moderna da Bahia – Solar do Unhão
Avenida Lafayete Coutinho – Comércio – Salvador, Bahia

.

–– Extraído da Academia Brasileira de Letras e do Museu de Arte Moderna da Bahia (Brasil) ––

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: