Articles

EUA: O sucesso do ensino do Português na Universidade Harvard – Clémence Jouët-Pastré

In Língua Portuguesa Internacional, O Mundo de Língua Portuguesa on 29 de Junho de 2012 by ronsoar Tagged: ,

Do jornal Comunidade News – Danbury, Connecticut, EUA
27 de junho de 2012

:::  O ensino da Língua Portuguesa na Universidade Harvard acontece desde 1831, mas somente agora ganhou um novo impulso com forte demanda.  :::

O prédio Boylston Hall é a sede do Departamento de Línguas e Literaturas Românicas da Universidade Harvard.

A Língua Portuguesa é ensinada na Universidade Harvard, uma das mais conceituadas dos EUA, desde 1831. Mas foi na última década que o idioma iniciou sua melhor fase no país.

Desde 2001, o número de alunos interessados em aprender a Língua Portuguesa aumentou mais de 60%.

A professora brasileira, drª. Clémence Jouët-Pastré, diretora do programa de verão da Universidade Harvard no Brasil, que traz os alunos norte-americanos para aulas in loco, diz que o perfil dos estudantes também mudou. Abaixo, um pouco da entrevista.

*          *          *

Clémence Jouët-Pastré é professora de Língua Portuguesa da Universidade Harvard.

Aumentou a procura de estudantes de Harvard pela Língua Portuguesa? Desde quando?
Clémence Jouët-Pastré: Os primeiros registros de cursos de Língua Portuguesa em Harvard datam de 1831, um dos programas mais antigos do idioma nos EUA. Nos últimos 12 anos, verificamos que as matrículas nesses cursos aumentaram muito. Nos anos acadêmicos de 2001 e 2002, tivemos 127 alunos e, dez anos depois, o total chegou a 207. Outro indicador interessante é o programa de verão de Harvard no Brasil, que dirijo há nove anos. Em sua primeira edição, tivemos apenas 9 alunos e, na última, 29. É importante lembrar que o crescimento do interesse pela Língua não se limita somente à Harvard. Nos últimos cinco anos, três outras universidades de grande prestígio, também situadas na região de Boston, abriram programas de português: o MIT [Instituto de Tecnologia de Massachusetts], a Universidade Tufts e a Universidade de Boston.

O interesse dos alunos é pelo português brasileiro ou de outros países?
Clémence: Procuro incentivar os alunos a apreciarem todas as variações da Língua Portuguesa. Devo confessar, no entanto, que o destino mais almejado é o Brasil.

O que os alunos buscam alcançar com a Língua Portuguesa?
Clémence: Encontrar um trabalho melhor, ser promovido e viajar para o Brasil.

Qual o perfil desse aluno?
Clémence: O perfil tem mudado bastante nos últimos cinco anos. Temos cada vez mais alunos de MBA [sigla em inglês de Mestrado em Administração de Negócios] e da Escola de Direito. Esse tipo de aluno, quando se matricula nos cursos básicos, geralmente tem contrato para trabalhar no Brasil ou está empenhadíssimo em conseguir um. Quando a presidente Dilma [Rousseff] veio lançar o Programa Ciências Sem Fronteiras [em julho de 2011], vários alunos da graduação me disseram que era preciso tornar a lei brasileira mais flexível, porque muitos querem abrir negócios no país. Mas, obviamente, temos outros tipos de alunos também, como os interessados na cultura brasileira.

Profª. Clémence: “O programa de Harvard data de 1831
e é um dos mais antigos do ensino de português nos EUA”.

Como costuma ser o desenvolvi-mento dos norte-americanos no português? Qual o nível de dificulda-de da Língua?
Clémence: Meus alunos são incrivel-mente bons. Sempre digo que são a melhor coisa de Harvard. A maioria torna-se fluente após dois ou três semestres de estudo.

Muitos alunos primeiro estudam o espanhol e depois o português. Isso é comum entre seus estudantes?
Clémence: A maioria dos meus alunos entra dominando o espanhol, seja por laços de família, seja porque aprendeu na escola secundária. Não vejo uma hierarquia por parte dos alunos do tipo “primeiro o espanhol, depois o resto”. Mas a pergunta é pertinente porque aponta uma mudança significativa na demografia do programa. Quando comecei a lecionar em Harvard, no outono de 2002, havia somente seis alunos entre os que não sabiam espanhol. No último ano, ou seja, no outono de 2011, tivemos 34 estudantes com esse perfil. :::

.

• Departamento de Línguas e Literaturas Românicas – Universidade Harvard
Cambridge, Massachusetts, EUA.
O programa da Universidade Harvard oferece cursos, na graduação e pós-graduação, de Língua e Cultura Portuguesa e Luso-Brasileira.
Sítio em língua inglesa: <http://www.rll.fas.harvard.edu>
.
Professora da Harvard fala de sucesso do ensino do português na entidade.
Do jornal Comunidade News (da comunidade brasileira da Nova Inglaterra).
Danbury, Connecticut, Estados Unidos da América.
Publicado em: 27 jun. 2012.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: