Articles

França: Festival Rio Loco 2012 em Toulouse

In Lusofonia e Diversidade, O Mundo de Língua Portuguesa on 12 de Junho de 2012 by ronsoar Tagged: ,

Cartaz do Festival Rio Loco sobre a Lusofonia, que será realizado em Toulouse, no sul da França.

O festival da cidade de Toulouse, no sul da França, dedica sua 18ª. edição à Lusofonia e pretende reunir cerca de 113 mil visitantes. O evento, que pretende ser “uma longa viagem pela língua portuguesa”, ocorrerá entre os dias 13 e 17 de junho.

Neste ano, a escolha como tema do Festival Rio Loco de Toulouse foi a cultura dos países de Língua Portuguesa: a expressão artística na língua “filha ilustre do Latim”, através das artes visuais, da gastronomia e do artesanato, mas o grande destaque estará no cinema e na música lusófona. Os organizadores prometem para este ano “um verdadeiro festival calidoscópico e pluridisciplinar”.

O diretor do festival, Hervé Bordier, disse à Agência Lusa que é a língua portuguesa que arruma os artistas no cartaz, no palco e também nas restantes propostas que o evento apresenta, das exposições às artes visuais e ao cinema.

A 18.ª edição do Rio Loco quer olhar para “a Lusofonia de hoje, uma Lusofonia moderna”.

Pixelejo é o nome da mostra de Tiago Tejo inspirada nos azulejos e na arte digital, que está na Mediateca José Cabanis.

Nos dias que antecedem ao festival, haverá eventos paralelos consagrados à Lusofonia, como a exibição de um documentário em homenagem ao escritor Jorge Amado na Mediateca José Cabanis. No mesmo local, uma interessante mostra, até 1º. de julho, que une a tradição dos azulejos portugueses com a arte digital – Pixelejo, do artista plástico lisboeta Tiago Tejo.

Atrações do cinema lusófono em Toulouse

Estão na mostra: Lisbon Story, de Wim Wenders, e O Herói, do angolano Zezé Gamboa.

Quanto ao cinema, serão exibidos os filmes:
Linha de Passe (2008), de Walter Salles e Daniela Thomas. O filme retrata a história de quatro jovens garotos e de uma mãe solteira e da vida difícil desta família da periferia da Cidade de São Paulo. A atriz Sandra Curveloni venceu a Palma de Ouro de Cannes de Melhor Atriz.
Singularidades de uma Rapariga Loura (2009), do português Manoel de Oliveira. Uma releitura aos dias atuais do conto de um dos maiores romancistas da história da língua portuguesa: Eça de Queirós.
• Lisbon Story (Viagem a Lisboa) (1994), do alemão Wim Wenders. Coprodução de Portugal, Alemanha, França e Espanha, é uma obra que faz uma homenagem tanto a Lisboa quanto ao modo em si de se fazer cinema documental. Participam do filme o grupo Madredeus (com Teresa Salgueiros) e o cineasta Manoel de Oliveira.
O Herói (2004), do angolano Zezé Gamboa. Conta a história de Vitório, ex-combatente do Exército que é vitimado por uma mina terrestre e tenta heroicamente levar uma vida normal em seu país machucado pela guerra civil. O filme, coprodução de Angola, Portugal e França, venceu o Prémio do Grande Júri do Festival de Sundance (EUA).

Música no Festival Rio Loco

Mariza, a “nova diva do fado”, estará no Festival em Toulouse.

No festival francês, o fado será representado em grande estilo, com os nomes consagrados de António Zambujo e da “nova diva”, Mariza. Além do grupo Madredeus – com a nova vocalista Beatriz Nunes –, que fará a abertura musical do festival.

A Música Popular Brasileira terá a participação do renomado compositor Lenine e do cantor de rap Zé Brown. O festival contará também com o cantor Tcheka, a grande revelação da música cabo-verdiana, e com o grupo Super Mama Djombo, ícone da música da Guiné-Bissau.

No primeiro dia do festival, haverá um concerto em homenagem à grande cantora da morna cabo-verdiana, Cesaria Évora, a “diva dos pés descalços”, falecida em dezembro de 2011.

Neste concerto de homenagem, Toulouse se tornará musicalmente um pedaço de Cabo Verde, com as apresentações musicias de Teófilo Chantre, Maria Alice, Tito Paris e do jovem pianista Khaly – que participou dos últimos 15 concertos de Cesaria Évora.

Hervé Bordier conta com uma grande visitação do público para conferir as atrações. “Esperamos largos milhares porque, no ano passado, foram 115 mil os festivaleiros, mas não sabemos se haverá uma adesão particular dos portugueses em França ou das outras comunidades lusófonas”, afirmou.

O Festival Rio Loco, em Toulouse, acontece na Prairie des Filtres, um parque em frente à Pont-Neuf, à beira do rio Garona. No mesmo local, haverá a exibição dos filmes e das atrações musiciais.

.

Mais informações no sítio abaixo:
• Festival Rio Loco 2012 – Toulouse, França:
<http://www.rio-loco.org&gt;

— Extraído da Agência Lusa. —

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: