Articles

10 de Junho: campanha de informação para a emigração portuguesa

In O Mundo de Língua Portuguesa on 9 de Junho de 2012 by ronsoar Tagged: , ,

Pouco mais de 5,5 milhões de portugueses vivem no estrangeiro: o que equivale a metade da população de Portugal. E o número de cidadãos portugueses a viverem fora do País tende a aumentar com os desdobramentos económicos negativos.

No Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas, Ventos da Lusofonia trouxe esta matéria sobre a campanha do Governo português para garantir maior segurança e informação a todos que querem somar-se à “Diáspora Lusíada” e ir pelo mundo para descobrir melhores condições de vida e de trabalho.

*          *          *

Campanha de informação para quem quer trabalhar no estrangeiro

Extraído da rádio RTP-Antena 1 e da Agência Lusa.

José Cesário, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

 

Todos os anos saem de Portugal entre 120 e 150 mil pessoas por falta de trabalho. Foi o que afirmou em entrevista recente José Cesário, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

O número de emigrantes tem aumentado nos últimos anos devido à grave crise da economia que atingiu a Zona do Euro. “Nós temos consciência de que havendo mais desemprego, há mais emigração”, disse Cesário, em entrevista à rádio RTP-Antena 1. “Está a sair muita gente e, onde quer que vamos, isso é evidente.”

De facto, o Governo português passa das palavras aos atos quanto à sugestão feita aos cidadãos: se não têm emprego, podem emigrar.

Porém, tornam-se mais frequentes – e divulgados pela comunicação social – casos dramáticos de cidadãos portugueses que emigram, mas não conseguem trabalho e passam a viver nas ruas, como já ocorre na Suíça e no Reino Unido.

Em vista disso, começou em Portugal uma campanha de informação dirigida aos que querem trabalhar no estrangeiro, com o objetivo de prevenir a emigração desinformada e de evitar esses casos dramáticos a seus cidadãos.

A campanha, intitulada Trabalhar no Estrangeiro e iniciada em 28 de maio, conta ainda com a colaboração de sindicatos e instituições ligadas às comunidades portuguesas no estrangeiro.

“Temos para distribuir 100 mil desdobráveis, 10 mil brochuras e cinco mil cartazes. Numa fase posterior, serão elaborados alguns spots para as rádios. Este é o corpo essencial da campanha que está a avançar de imediato”, disse Cesário.

Haverá uma distribuição generalizada através dos 92 Gabinetes de Apoio ao Emigrante das Câmaras Municipais das regiões Norte, Centro e Algarve, em 10 Câmaras Municipais da região de Lisboa, bem como nos centros do IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional), do Instituto da Segurança Social e da Autoridade para as Condições de Trabalho.

Parte do material foi repassada ainda à Obra Católica Portuguesa das Migrações, encarregada de o distribuir pelas paróquias.

“O importante é que as pessoas interessadas em emigrar possam ter acesso ao máximo de informação possível”, disse José Cesário.

.
Descarregue aqui o folheto desdobrável: Trabalhar no Estrangeiro: Informe-se Antes de Partir.

Descarregue a brochura: Trabalhar no Estrangeiro: Informe-se Antes de Partir.

.

— Extraído da rádio RTP-Antena 1 e da Agência Lusa. —

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: